Todos nós temos um pequeno e secreto cantinho onde guardamos sentimentos, memórias, ilusões, recordações de momentos ou lugares, desilusões e também sonhos!
Os Sonhos comandam a nossa vida, dão-nos asas à imaginação, e nos transportam para além da nossa Alma!
Então esse aqui é meu cantinho:

sábado, 27 de fevereiro de 2010


As pessoas têm o direito de não gostar do meu jeito, mas às vezes gostam tanto que levam um pouco dele com elas.

O MEU AMOR EU GUARDO PARA OS MAIS ESPECIAIS. Não sigo todas as regras e às vezes acabo agindo por impulso.

Erro; admito.

Aprendo; ensino.

Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade. As pessoas julgam, eu julgo. Não sou qualquer uma, tenho meus limites e respeito meus sentimentos. Mudo de opinião, mas não de princípios.



Gosto de pessoas intensas. Daquelas que colocam seus desejos na vitrine e se deixam à mostra. Não gosto de gente covarde. Por isso, as pessoas que me atraem são aquelas de personalidade forte, de opinião própria - especialmente se for contrária à minha porque é garantia de um bom debate. Gosto de idéias. Gosto de gente que tem a mente fervilhando. Gosto de gente que não tem medo de viver, nem de se mostrar. Gosto de gente que entende minhas razões porque são a partir delas que construo meus valores.

Não gosto de gente adequada. No script. No politicamente correto. Tudo isso me soa falso demais. Mas, não pode haver confusão. Não gosto dos que se faz de malucos ou que justificam suas fraquezas em nome de alguma coisa. A pessoa precisa ser elegante. Não vulgar. Não incorreta com os valores humanitários. Essas figuras não me seduzem.
E prefiro aquelas discretamente inteligentes. Não as verborrágicas que vomitam uma falsa cultura. Gosto das que têm vontade de aprender. Porque ali se mostram verdadeiramente inteligentes e humildes.

Desconfio das que dizem que não são preconceituosas. Oras! Isso é no mínimo estranho. Somos "moldados" em caixinhas, rotulados. E, dizer que não tem preconceito com nada é no mínimo esquisito. Eu tenho vários preconceitos. Sei de todos eles. Convivo com eles. Mas, não me deixo dominar por eles. Não ofendo as pessoas. Mas, não me misturo a quem não me agrada.

Gosto de gente amorosa. Que faz um carinho, que beija na boca, que segura na mão. Sem pudores. Sem vergonhas. Sem cuidados.

Gosto de quem reconhece seus equívocos, seus medos, suas inseguranças. Gosto de gente que vê a beleza das coisas. Gosto de quem mexe nos meus cabelos….. ou segura de forma delicada o meu rosto. Gosto de gente que gosta de sentir a respiração do outro. De olhar.

Gosto de gente que antes de qualquer coisa, deseja। Porque é do desejo que se constrói verdadeiramente algo। Não gosto de coisas efêmeras, instantâneas। As melhores sensações são aquelas lentamente provadas…e devoradas। As melhores conversas, os melhores beijos, as melhores leituras, as melhores conquistas são aquelas vagarosamente desejadas.


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010


Oi,
Bom dia gente!
Hoje não estou disposta, mas mesmo assim vim desejar um bom dia a todos e rsrsrs bom trabalho.

Hoje mais do que nunca me sinto insatisfeita, na verdade sempre fui assim, sempre corri atrás da “satisfação e perfeição”, mas é aquela coisa ninguém permanece satisfeito com o que tem, não sei se isso é bom o ruim, mas fazer o que se sou assim... E quanto à perfeição (risos) procuro seres ideais que reúnam todas as qualidades e não tenham nenhum defeito, mas sei que isso é impossível, e diante dessas situações hoje me encontro indisposta...

“Busco satisfação e perfeição para que minhas relações de afeto carinho e amor sejam as melhores possíveis... Continuarei em busca de ambos até...”.

Música do dia:

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

É pra rir ou pra chorar Tarauacá?


Todos sabem que hospital é lugar de higiene, mais o lixo está sendo colocado fora do lixeiro, e mesmo em frente ao prédio da Unidade de Saúde. Todos nós sabemos que o lixo atrai insetos transmissores de doenças, e se lixo está sendo colocado aí por falta de lixeiras, queremos pedir a Secretaria Municipal de Obras para colocar um lixeiro no Hospital. Não é dessa forma que a população vai ter uma boa saúde, se onde se cuida da saúde do povo está assim, imagine em outros pontos da cidade.



Outro problema sério é a falta de transporte para os pacientes, à ambulância que dá assistência aos doentes está quebrada, e se encontra no Município de Cruzeiro do Sul, para conserto. Esta que está estacionada no pátio do Hospital não faz transporte de pacientes, só dos médicos, ontem nós da cidade em noticias, tivemos que transportar uma senhora moradora da Rua Benjamin Constant que estava passando mal, até ao Hospital. O filho dessa senhora conhecida por Socorro estava apavorado e não encontrava um transporte, segundo o rapaz, ligou para o Hospital e a informação que teve era de que a ambulância estava quebrada, e não poderiam fazer nada.

Fonte: http://cidadeemnoticias.blogspot.com/


“Contudo isso ainda é encontra na portaria:”

O que é isso... Uma delegacia de polícia?

Hoje fui ao Hospital Sansão Gomes em razão de um acidente sofrido por um amigo, conforme comentei em artigo na tela abaixo. Confesso que em meio a angustia, me deparei com este aviso (acima) afixado na sala de recepção do nosso "belo Hospital". Fiquei mais angustiado e triste.

Minha cabeça não consegue entender porque o Aviso intimidatório exatamente no local que, mais que qualquer outro, exige atenção, carinho, respeito e solidariedade. O aviso é uma espécie de cartão de recepção aos usuários. Me indignação disparou!

Conversando com outras pessoas na ocasião, fui informado de que o mesmo cartão de ameaças está afixado em todos os postos de saúde da prefeitura. Resta saber se a autoria do aviso ameaçador é o diretor do hospital ou a secretária municipal se saúde. Seja quem for o meu veemente repudio.

Aproveito a oportunidade, para solicitar o diretor do hospital, o secretário estadual de saúde que retire imediatamente o aviso, ele é UM DESACATO AO POVO.

Fonte: http://batista65.blogspot.com/

“Essa é uma das muitas dificuldades que vem enfrentando Tarauacá, onde vamos parar? É pra rir ou pra chorar?”

ALMA de MULHER

Em aspectos como a ternura, a suavidade, a capacidade de escutar e de mostrar o carinho de maneira imediata e sensível, o detectar as necessidades do outro, o saber reconhecer aquilo que é peculiar e próprio de cada pessoa, o aceitá-las como são, o ver as pequenas coisas concretas que fazem a vida diária agradável, o atender a essas coisas pequenas, que são tão necessárias para que o lar seja humano e íntimo, em todas estas coisas, a mulher é muito superior ao homem.

De muitas destas coisas, o homem nem se dá conta. O que para a mulher é fácil e evidente, para o homem é, muitas vezes, difícil de ver e, ainda que por vezes o veja, talvez não saiba como fazê-lo ou como exprimi-lo com naturalidade. Basta pensar na capacidade da mulher para a profissão de enfermeira. Ou perguntarmos se preferíamos estar num hospital atendido só por enfermeiros ou só por enfermeiras.

Nesta linha, está ainda por aprofundar quais são os factores específicos que a feminilidade da mulher pode trazer ao desenvolvimento da cultura e da civilização. Neste momento, a mulher está acedendo cada vez mais ao mercado do trabalho. Temos a tarefa urgente de repensar o papel insubstituível e específico das mulheres na construção da cultura actual. E então a nossa civilização dará um grande salto adiante, será muito mais humana.


(Autor desconhecido)



Uma só luz

Dias Melhores
Ninguém nega que provações amargam, que lutas complicam, que desentendimentos dificultam, que ofensas ferem.
Ninguém nega isto. Entretanto, é imperioso considerar tudo isso na condição real com que se apresenta na escola da vida, isto é, por material didático imprescindível na elucidação e no aperfeiçoamento da alma.
Rememora, a título de estudo, os últimos dez anos de existência, sobre os quais te eriges fisicamente agora.
Examina a transitoriedade de todas as ocorrências que te entretecem a paisagem exterior.
Enumera os obstáculos que atravessaste, muitos dos quais se te figuravam montanhas de aflição, e que hoje se te transformaram em experiências benditas.
Recorda os companheiros que se distanciaram de ti ou dos quais te distanciaste, cuja ausência, antes da separação, te parecia insuportável e que atualmente resguardas na memória por benfeitores a que te reúnes, em espírito, dentro de mais altas dimensões de harmonia e entendimento.
Conta os problemas de família que te agrediam antigamente, à feição de pesadelos, presentemente convertidos em vantagens e bênçãos, no caminho da própria vida.
Anota o número de pessoas que, em outras ocasiões, interpretavas por adversários potenciais e que o tempo transfigurou em refúgios de paz e compreensão em teu benefício.
E pondera quanto aos amigos que acreditavas detentores de longa existência, no corpo terrestre, e que, com surpresa, viste partir, no rumo da espiritualidade maior, antes de ti.
Revisa tudo o que enxergaste, ouviste, acompanhaste e empreendeste, em apenas dois lustros de permanência na Terra, e verificarás que uma só luz persiste, acima de todos os fenômenos e acontecimentos do dia-a-dia, a luz do amor que colocaste no dever retamente cumprido, perante as criaturas e ideais a que empenhaste o coração com o trabalho no bem dos outros, luz que permanece inapagável em nós e por nós, a iluminar-nos a estrada para afelicidade verdadeira, hoje e sempre.

EMMANUEL
Do livro "Mãos Unidas", de Chico Xavier

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Receita da Felicidade

Primavera.jpg

Para fazer felicidade, pegue meia dúzia de amigos, descasque as máscaras, até que fique tudo bem transparente. Junte duas partes que se separaram, mas ainda se amam, até que todos se entendam. Depois mexa tudo. Com meio quilo de amor, em uma tigela de amizade, complete com compreensão e leve ao forno até que fique tudo dourado e bem sincero.

Para acompanhar, pegue seus sentimentos e retire os medos, as traições e os rancores, pois estes amargam muito. Misture o restante com boas recordações, música, beijos e abraços de pessoas queridas a seu gosto.

Em hipótese alguma bata na massa, apenas misture: violência faz com que o amor perca o sabor e a amizade estrague o rendimento é de infinitas porções.

Autor Anônimo


Frase do dia:

“... Às vezes você tem que tentar não ligar para o que tanto falam, não precisa ser tão organizado, às vezes é estúpido ser corretinho de mais...”.

Andréa Macedo


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

encontre comentários de boa semana

Ao som de Ivete Sangalo - Deixo

Recebi essa mensagem e a achei muito interessante o assunto e acredito que mereça uma reflexão de nossa parte.

Vale a pena conferir


O Analfabeto Político


O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política.
Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.
"Quem não conhece a verdade não passa de um tolo; mas quem a conhece e a chama de mentira é um criminoso!"

Bertolt Brecht

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Saudade de Hoje:

Reginaldo
Comunista

É de um amigo de muito longe que conheci em 2008... A saudade danada de ti o Baiano arrochado! Oxe ele é de salvador... Nego legal demais! Adoro... Até um dia amigo...

A saudade de ti o camarada.

video

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Teatro quem conhece ama

O Teatro da Vida

Aluna e professora estavam no camarim do grande teatro conversando...
A menina segurava um copo cheio de água,
quase transbordando, mas não conseguia levar
o copo até a boca, pois suas mãos estavam trêmulas:
- Professora, eu não consegui! Sei que você acreditou
em mim, mas acho que ninguém se interessou...
Eu treinei tanto durante as suas aulas, mas...
Estou insegura!

- Querida, você está ótima na coreografia!
- A dança é muito complicada, professora!
Eu acho que não merecia tanto destaque...
Sou uma iniciante...
Acho que dancei muito mal na minha vez...

- Está com medo?
- Sim, eu confesso que estou...
- Medo do que?
- Sei lá... Estou insegura...
Eu sinto que ninguém me notou...

- Não tenha medo.
Se ninguém der importância a algo que você fez,
não se entristeça! Nem sempre o sol é lembrado,
mas nunca nos abandonou, nunca deixou de nos
iluminar. Nem mesmo a noite, quando a lua se
torna a atriz principal do teatro do céu,
o sol sempre está a iluminando, oculto,
sem esperar nada em troca...

- Nossa! Que lindo!
- Sim, querida! Você é o sol,
se não te notaram, não ligue, tá?
O sol não liga quando a lua se destaca no lugar dele.
Ele sabe que tem capacidade, confia em si mesmo.
Sabe que sua vez chegará logo. Pense assim.
Mesmo que desta vez ninguém repare na sua
delicadeza, na perfeição dos seus movimentos,
pense que logo será notada.

- Professora, quando a minha vez chega?
- Controle a ansiedade...
Tenha um pouquinho de paciência...

-É que... Vejo as outras meninas dançando tão bem,
sendo aplaudidas com tanto entusiasmo,
acho que sinto...
Acho que eu sinto inveja...

- Querida, eu volto a pedir que você seja como o sol.
A lua está se destacando, mas com a ajuda dele.
Ele não espera que ninguém o elogie por ajudá-la.
Ele deixa todo o mérito para ela... Não importa se os
outros saibam ou não que ele a ajudou.
O importante é que ele sabe que a ajudou.
Ele sabe que a para a lua ele foi importante.
É isso que importa para ele.

A menina abraçou a professora com força,
deixando o copinho de plástico cheio
de água cair no chão.

Os anos se passaram, a menina virou moça,
e foi melhorando, foi deixando a insegurança
e começou a ajudar as colegas.
Aquela menina tornou-se uma grande bailarina,
mas não deixou de ajudar as meninas
que queriam ser como ela.

Os ensinamentos da professora, serviram
para o resto da vida dela.
Um dia, após ganhar um grande prêmio
num concurso de Ballet, a menina viu,
no meio da platéia um rosto conhecido...

Depois de tomar água e trocar de roupa,
ela saiu do camarim e saiu correndo,
ela conseguiu alcançar a velhinha que estava
parada na esquina, esperando um ônibus, então,
com um sorriso luminoso no rosto,
a moça correu até a senhora:

- Você é... Você foi minha professora de Ballet, não é? - Lembra de mim?
- Claro que lembro... E me lembro,
que quando eu tinha dez anos de idade,
você me contou uma história sobre o sol, sobre a lua...
- Ainda se lembra?
- Me lembro de cada palavra...
E isso me serve até hoje...

- Que bom...
- E eu estive pensando, professora...
Você era uma bailarina fantástica,
me ensinou a dançar, foi uma amiga pra mim,
me dava conselhos...
Você foi um sol pra mim...
Apesar de me ensinar tanto...
Quem te parabenizou por me ensinar tudo aquilo?
Eu estou aqui para te parabenizar...

As duas se abraçaram, um abraço igual ao abraço
que tinham dado a tanto tempo,
no camarim de um teatro...

Amanda Watanabe Bernardinelli

Considero-me uma amante das artes cênicas, pena que não tenho oportunidade de desfrutar o amor que tenho pelo o TEATRO.







Ouse sonhar
Pois, os sonhadores vêem o amanhã
Ouse fazer um desejo,
Pois desejar abre caminhos para a esperança e ela é o que nos mantém vivos.
Ouse buscar as coisas
Que ninguém mais pode ver.
Não tenha medo de ver
O que os outros não podem.
Acredite em seu coração
E, em sua própria bondade,
Pois, ao fazê-lo,
Outros acreditarão nisso também.
Acredite na magia,
Pois a vida é cheia dela,
Mas, acima de tudo, acredite em si mesmo...
...porque dentro de você reside toda a magia
Da esperança, do amor e dos sonhos de amanhã.