Todos nós temos um pequeno e secreto cantinho onde guardamos sentimentos, memórias, ilusões, recordações de momentos ou lugares, desilusões e também sonhos!
Os Sonhos comandam a nossa vida, dão-nos asas à imaginação, e nos transportam para além da nossa Alma!
Então esse aqui é meu cantinho:

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Falta de fé

Tenho que dominar um leão dentro de mim, todos os dias... É um leão imponente, que me desafia me olha nos olhos e me dá medo... É o leão da falta de fé, da angústia, da tristeza, do medo, da frustração, da dúvida... É o leão da realidade de ter de trabalhar para sobreviver na matrix... É o leão de ver tanta desgraça num mundo de sofrimentos... É o leão que me incita a largar tudo e sair correndo e me esconder da vida... São muitas feras dentro de mim. No entanto, estou lutando com os meus próprios limites, tentando evoluir a cada dia, para que eu seja merecedora de uma transição para uma 5ª dimensão, como professa a promessa da transição planetária. Preciso ser merecedora de viver num mundo melhor. E sei que se eu não fizer nada para mudar o aqui e agora, eu não poderei ir para nenhum outro lugar. E essas mudanças devem começar em mim, não adianta querer mudar o mundo se não consigo nem mudar os meus defeitos. Desejo muito as transformações, mas sei que se eu não me modificar primeiro, não haverá transição que fará isso por mim.

2 comentários:

Artes e escritas disse...

Temos que desenvolver os nossos talentos e conversar honestamente com o Leão uma vez por ano (aquele do Imposto de Renda), faz parte. Um abraço, Yayá.

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog desinformação seletiva. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/